Notícias da CCR NovaDutra

Notícias

14/01/2019 | Notícia

Via Dutra tem o menor índice de vítimas fatais em 22 anos

De acordo com o Diretor da CCR NovaDutra, José Herzen, a redução no número de vítimas fatais confirma o acerto da política de investimentos da empresa

De acordo com o Diretor da CCR NovaDutra, José Herzen, a redução no número de vítimas fatais confirma o acerto da política de investimentos da empresa

Fonte: Assessoria de Comunicação

A Rodovia Presidente Dutra atingiu o menor índice de vítimas fatais no ano de 2018. Entre janeiro e dezembro do ano passado foram contabilizados 130 óbitos, o menor número desde o início da administração da rodovia pela CCR NovaDutra. Em 1996, primeiro ano da concessão, foram registradas 520 ocorrências, uma queda de 75% em 22 anos.
 
As estatísticas são ainda mais favoráveis considerando o aumento progressivo do volume de tráfego na rodovia, chegando a uma redução de 87% no índice de mortos. O número de acidentes também teve uma redução de 11% comparado ao ano de 2017: de 9.028 acidentes em 2017, para 8.054 acidentes em 2018. 
 
Quando assumiu a administração da via Dutra, em março de 1996, a CCR NovaDutra deparou-se com uma rodovia em estado precário, com pontos de travessia em nível, inexistência de muros de separação de pistas, sinalização deteriorada e pistas esburacadas. Vinte e dois anos depois a via Dutra se transformou em uma rodovia moderna e segura, com investimentos e ações que garantiram mais segurança e conforto aos motoristas e passageiros que trafegam pelos 402 quilômetros, entre o Rio de Janeiro e São Paulo.
 
De acordo com o Diretor da CCR NovaDutra, José Herzen, a redução no número de vítimas fatais confirma o acerto da política de investimentos da empresa. “Desde que assumimos a administração da via Dutra, trabalhamos para a diminuição dos acidentes graves e, por consequência, para a redução do número de mortes na rodovia. Este sempre foi um ponto primordial na atuação da Concessionária. O trabalho em parceria com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF), mais de R$ 20 bilhões investidos em melhorias operacionais, impostos, conservação da rodovia e obras de segurança aliadas a melhorias permanentes de pavimento e sinalização; ampliação da capacidade de tráfego da rodovia, campanhas de segurança para motoristas e pedestres e a instalação de controladores de velocidade, que complementa o trabalho de fiscalização realizado pela PRF com radares móveis, foram fundamentais para reduzir a violência dos acidentes”, ressalta.
 
Com equipes de resgate altamente treinadas e com ambulâncias e estruturas de atendimento
e remoção alinhadas às mais modernas do mundo, a concessionária leva menos de quinze minutos, em média, para que uma de suas unidades de resgate atenda a um chamado de emergência. As campanhas de conscientização realizadas mensalmente pela Concessionária, com distribuição de folhetos informativos e instalação de faixas com dicas de segurança e mensagens nos Painéis de Mensagens Variáveis (PMVs) também contribuem para a redução inédita de acidentes e vítimas fatais no ano de 2018. 
 
Projetos como o Caminhos para a Cidadania, que leva noções de trânsito e cidadania a crianças de escolas públicas dos municípios que cortam a rodovia, e o programa Estrada para a Saúde, que conscientizam os motoristas de caminhão sobre a importância dos cuidados com a saúde, são algumas das ações que contribuem para a diminuição de acidentes e mortes na via Dutra.
 
Além disso, há a CCRFM 107.5 NovaDutra, um importante canal que leva informação em tempo real sobre as condições de tráfego da rodovia, dicas diárias de direção segura e informações que contribuem para a conscientização dos motoristas da via Dutra.

 

Fonte: Comunicação Social


Voltar